Como escolher o colchão ideal? Aprenda a escolher o melhor colchão em 6 passos!

0
802
colchão ideal

Descubra os melhores modelos e como comprar o colchão ideal para as suas noites.

Nada como uma boa noite de sono, não é mesmo? É durante o sono que as nossas energias se renovam e que vários processos metabólicos, essenciais para o nosso bem-estar acontecem. Por tudo isso, saber como escolher o colchão ideal é mais do que importante.

Sabia que cerca de 65% dos brasileiros possuem baixa qualidade do sono? É o que diz uma pesquisa realizada pelo Ibope (Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística). É claro que os motivos são os mais variados, mas, sem dúvida alguma, o colchão certo faz toda a diferença.

Pensando nisso, a gente resolveu te ajudar na compra do seu colchão ideal. Saber como escolher o melhor colchão vai te deixar renovado todos os dias e oferecer uma qualidade de vida melhor.

Está precisando comprar um colchão? Então, acompanhe o conteúdo abaixo e confira todas as nossas dicas sobre o assunto!

6 passos para escolher o colchão ideal

Para te auxiliar na sua jornada, separamos 6 passos completos de como escolher o seu colchão. Desde marcas e tamanhos, até os materiais mais confortáveis e resistentes.

Confira na íntegra:  

1. Conheça os tamanhos dos colchões

Queen Size

O colchão “tamanho rainha”, é perfeito para quem quer um pouco mais de espaço do que a cama de casal pode oferecer.

Para pessoas mais altas, ou seja, que possuem acima de 1,88 metros, este colchão é ideal! É só pensar que os outros colchões, que possuem um tamanho menor, podem deixar os seus pés do lado de fora. 

As medidas são padronizadas, então, um colchão Queen Size vai ter 198 cm de comprimento por 158 cm de largura.

King Size

É, literalmente, uma cama para quem quer dormir como um rei e um dos maiores modelos de cama que podemos encontrar nas lojas. Ele tem o mesmo comprimento da Queen,198 cm, mas oferece muito mais espaço nas laterais com 186 cm.

Há também o tamanho Super King Size que é o maior que existe no mercado. Possui 203 cm de comprimento e 193 cm de largura.

Colchão de Casal

Costuma ter o tamanho de cama mais comum, até porque também é preciso levar em consideração o tamanho do cômodo. 

É ótima para até duas pessoas, mas requer atenção, com comprimento de 1,88 m e largura de 1,38 m. Também pode ser uma boa opção para os solteiros e que gostam de mais espaço na hora de dormir.

Colchão de Solteiro

Ideal para quem não precisa de muito espaço e também para crianças e adolescentes. 

O tamanho desse colchão é de 188 cm de comprimento por 78 cm de largura. É ótimo para quartos menores que precisam de um espaço para trabalho Home Office ou estudos.

Colchão Infantil

Aqui os colchões podem variar um pouco de tamanho, isso acontece porque atualmente é possível encontrar berços que também se transformam em camas, ideais para usar em conjunto com Babás Eletrônicas

Porém, existem alguns tamanhos de referência que podem te ajudar a fazer a escolha certa. 

Para berços, o tamanho mínimo recomendado é de 130 cm de comprimento por 60 de largura. Já para crianças maiores, 150 cm de comprimento por 70 cm de largura é o mais indicado.

Colchão Infantil Berço
Colchão Infantil de Berço

2. Avalie o conforto do colchão

Macio

São mais indicados para crianças e adolescentes, pois tendem a pesar menos que um adulto.

É o tipo de colchão que perde a sustentação com o passar do tempo e, portanto, é necessário realizar uma espécie de rodízio. Assim, de tempos em tempos, é importante virar a parte de baixo para cima.

Você saberá o momento certo de fazer isso quando as dores no corpo se apresentarem, principalmente, na coluna.

Extramacio

Mais indicados para pessoas acamadas como idosos ou pessoas que possuam algum tipo de limitação e que seja obrigada a passar a maior parte do tempo na cama, pois reduz consideravelmente o desenvolvimento de feridas.

O grande diferencial dele é que possui um material do qual muitos são feitos, que é o viscoelástico. Este material consegue absorver quase que completamente o peso do corpo, não causando nenhum tipo de pressão em qualquer parte.

Médio

Esse modelo é muito parecido com o tipo Macio, mas só que com menos viscoelástico e mais látex. 

Isso faz com que o corpo não “afunde” tanto no colchão, oferecendo maior tempo de duração. Existem também alguns colchões que são feitos com 100% de látex e que são de excelente qualidade, mais indicados para adultos mais altos ou que estejam acima do peso.

Firme

É o mais indicado para quem tem problemas de coluna como lombalgia e escoliose. Eles são feitos de espuma de poliuretano e possuem uma caraterística que faz desse tipo ser um dos mais vendidos entre os brasileiros: são os chamados semi ortopédicos.

Algumas empresas, além de usarem molas, também usam uma espécie de caixa de madeira para deixar o colchão mais firme.

Extrafirme

Esses são para aqueles que gostam de uma cama bem firme e que não afundam praticamente nada. 

Se você é do tipo que escolhe o travesseiro ideal para apoiar a cabeça durante uma noite de sono no chão, então o modelo extra firme é a melhor opção.

Ele é fabricado com um tipo de chapa de madeira ou isopor, EPS, e é indicado para quem já está acostumado a dormir nesse tipo de cama.

Portanto, se você está buscando por um colchão mais confortável e não tem o hábito de dormir em locais muito firmes, esse tipo não é para você.

3. Avalie não só a densidade da espuma como também a das molas

Colchão de espuma

Esse é um fator de grande importância porque vai influenciar diretamente no seu conforto e, a longo prazo, na sua saúde. 

É comum chegar em uma loja ou no site e ver uma tabela de densidade de espuma. Porém, poucos sabem o que ela quer dizer.

Ela tem como objetivo evitar que uma pessoa com um peso maior compre um colchão que não suportará o por muito tempo.

Quando você encontra um colchão com densidade 33 ou D33, isso quer dizer que foram necessários 33 quilos de espuma para fazer cada metro cúbico da cama. 

Não encontrou a tabela de densidade de espuma? Use a do Instituto Nacional de Estudos do Repouso, lá você vai encontrar qual a densidade ideal de acordo com o peso e a altura.

Lembrando que se a cama for para duas pessoas deve-se levar em consideração o peso de ambas e não apenas de uma delas.

Colchão de mola

É um dos mais buscados, perdendo apenas para o colchão de espuma. Ele é ótimo para casais, especialmente os de mola ensacadas, pois consegue suportar o peso de maneira individual. Elas são classificadas de acordo com o peso máximo de conseguem suportar.

Além das molas ensacadas, existem também outras opções:

  • Molas Bonnel ou Prolastic: podem não ser as mais indicadas para quem dorme com outra pessoa, pois costumam fazer barulho, porém, é uma das mais confortáveis e com elevada durabilidade;
  • Mola Hot Melt: aqui há um tipo de adesivo em volta das molas que oferece maior durabilidade;
  • Mola superlastic: conseguem suportar até 150 kg, porém, apresentam ruído;
  • Mola nanolastic: a depender do fabricante, pode fazer menos barulho que as outras;
  • Mola Verticoil: oferece mais molas por m² e isso ajuda a reduzir o movimento do colchão como um todo ao se virar, mas ainda tem um pouco de barulho.

Colchão ortopédico

Diante das opções espuma e mola, quando vale a pena optar por um do tipo ortopédico? 

Eles são muito mais firmes e, por isso, são mais indicados para pessoas com problemas de coluna de uma maneira geral. Por exemplo, se você possui uma dor lombar crônica, ou seja, que vai e volta com frequência, esse tipo pode ser o ideal.

Colchão Ortopédico Queen
Colchão Ortopédico Queen

4. Avalie as outras partes do colchão

Pois é, tem mais coisas que precisam ser avaliadas na hora de comprar um colchão. Por exemplo, você vai encontrar neles alças e respiros laterais.

Tanto um quanto o outro ajudam o colchão a ser mais ventilado e evitar ou, pelo menos, reduzir consideravelmente, a formação de mofo. Isso faz uma grande diferença.

5. Avalie o tipo de tratamento do tecido

Aqui podemos falar dos mais diversos tipos de colchões e seus tecidos. Hoje, no mercado, é possível encontrar colchões com tratamento antialérgico, antiácaro, antibacteriano e antimofo, também conhecido como antifungo.

Eles são fabricados de uma maneira diferente, com tramas de tecido mais fechadas formando um tipo de proteção no colchão. Isso reduz consideravelmente a proliferação de agentes invasores na parte interna e assim, a sua qualidade de vida tem maior garantia.

6. Analise as condições de garantia do colchão

Saber o tempo de garantia e o que essa garantia cobre dentro de cada período de tempo é de grande importância e um fator fundamental para a escolha do colchão.

Por exemplo, há opções com apenas 2 meses de garantia que, normalmente, são os mais baratos e há também alguns com anos de garantia. Costumam ter um preço mais elevado, mas pode valer a pena, é comum ver marcas que oferecem de 1 a 5 anos de garantia.

Outro fator importante: a garantia é diferente da vida útil. 

Todo e qualquer colchão vem com um certificado de garantia, geralmente, preso por uma etiqueta. A garantia não muda, não importa o tipo de cuidado que tenha com a sua compra, já a vida útil pode variar.

Por exemplo, pular na cama, cuidados com a limpeza, hábitos de passar a roupa em cima do colchão ou ainda de deixá-lo exposto ao sol, chuva e outros, mesmo que apenas uma parte dele. Tudo isso pode reduzir a vida útil de um colchão.

Conclusão

Seja para a hora do descanso ou lazer, assistindo TV, agora você já sabe como escolher o colchão ideal. 

Esse é o momento de colocar todas as nossas dicas em prática. Questione tudo visto até aqui ao vendedor, ou se a compra for online, olhe atentamente toda a descrição do produto e a informação que não encontrar, entre em contato. 

Não compre nada que não tenha certeza, afinal de contas, estamos falando de um item importante para a saúde e que costuma pesar no bolso.

Facebook Comments

RESPONDA

Comente aqui, por favor!
Escreva seu nome aqui